quarta-feira, 27 de maio de 2009

O Contrato - "Características do Programa"

O contrato da Wise Up é muito peculiar, justamente porque ele não parece um contrato. Abordarei todos os tópicos do contrato (COMO ESTÁ ESCRITO NO PRÓPRIO CONTRATO) e farei uma breve análise sobre cada um. Vamos lá.


1) Objetivo
O curso Wise Up tem como objetivo possibilitar um aprendizado rápido e objetivo da língua inglesa, dando ao aluno a capacitação oral e escrita para a aplicação do idioma em sua vida cotidiana e profissional.

2) Duração
A duração do curso é de no mínimo 18 (dezoito) meses.


Essa é a piada inicial. A pessoa que não sabe nada de inglês NUNCA, veja bem, NUNCA conseguirá ter FLUÊNCIA (que é o que eles vendem) em 18 meses. Imagine você sendo um americano que queira aprender o português. Você aprenderia o português em um ano e meio? Não. Você aprenderia alemão em um ano e meio? Não. Você aprenderia alguma língua estrangeira em 18 meses??? É claro que não! Uma língua estrangeira, por mais que seja fácil, nunca será aprendida em nível avançado em apenas 18 meses. (Segundo ato de propaganda enganosa. O primeiro foi a matrícula).


3) Aulas
As aulas têm duração de 90 (noventa) minutos às segundas e quartas e terças e quintas; e aos sábados, dois tempos de 75 (setenta e cinco) minutos.

Aprender inglês em 18 meses com 3 horas de aula por semana?


4) Sala de aula
Terá no máximo 12 (doze) alunos por turma.

Sim. No máximo terá 12 alunos por turma. A qual você não conseguirá repor, pois a turma estará lotada.
O mínimo é de dois alunos para que a turma seja aberta, no entanto, como os coordenadores têm uma MÉDIA ADMINISTRATIVA (quantidade de alunos por turma = lucro / déficit) eles nem sempre obedecem esse termo. Dizem que o mínimo é de quatro ou cinco alunos para que a mesma seja aberta.


5) Horários
Segundas e quartas, terças e quintas ou aos sábados. Horários conforme disponibilidade na grade horária.

Logo na matrícula, é muito comum que o matriculador já te prometa um horário. Logo logo você verá o porquê disso.


6) Reposição de aulas
Somente serão repostas no máximo 2 (duas) aulas não assistidas por mês, sendo em turmas já existentes.

Faço uma ressalva que essas turmas existentes não podem ter 12 alunos, ou seja, lotação máxima, pois se já estiverem lotadas você não irá repor. E não adianta esperniar.

7) Teste
Bimestralmente, serão realizados testes orais e escritos e uma avaliação por aula visando o melhor aproveitamento do aluno, assim como sua evolução no decorrer do curso.

Tudo bem. As provas.


8) Nivelamento
É realizado após a efetivação da matrícula, visando o encaixe do aluno nas turmas.

Chegamos num ponto muito interessante. O NIVELAMENTO.
O nivelamento são as boas-vindas (ou não) do curso.
Em um primeiro momento, o seu avaliador irá bater um papo descompromissado com você, te perguntando o que você faz, se já estudou inglês e qual a sua disponibilidade de horário para fazer o curso (PRESTE ATENÇÃO NESSA ÚLTIMA OBSERVAÇÃO).

Pois então, o nivelamento se inicia em inglês através de algumas perguntas que o nivelador faz ao aluno, inclusive, o mesmo tendo de descrever algumas gravuras, bem como criar estórias, etc. Isso não vem ao caso agora.

O que interessa no nivelamento é que você poderá novamente ser enganado. Ocorre que, ao final do nivelamento o nivelador não te dirá "de cara" qual o seu módulo, pelo SIMPLES MOTIVO, de que ele terá de verificar a disponibilidade de vaga naquele módulo primeiro (lembre-se que você já disse a ele a sua preferência de dias e horários no início do bate-papo descompromissado).

Ou seja, esclarecendo melhor. Digamos que você foi nivelado para o BASIC 3. No entanto, o BASIC 3 não é oferececido às segundas e quartas-feiras às 20h, no horário que você tinha escolhido (na matrícula!). Então, seu nivelador diz que você é BASIC 2 e então te encaixa na turma de BASIC 2 de segundas e quartas-feiras às 20h.

É mais simples fazer isso (alocar você abaixo do seu nível) do que abrir uma turma de BASIC 3 às segundas e quartas às 20h (lembra da média administrativa?). Ou seja, você é enganado no nivelamento também dependendo da sua escolha de dias e horários. Ah! Essa prática sagaz de enganação é indicada e permitida pela matriz.

Ah! Lembra que você já tinha decidido o seu horário com seu matriculador? Pois é, isso não é nem um pouco garantido. Quem definirá o horário que você irá cursar é o seu nivelador e não o seu matriculador. Seu matriculador só te ofereceu essa opção de horário para ganhar a matrícula. Depois que ele te matriculou, você já não é mais problema dele (isso é verdade).


O que acontece é que sua turma, por si só, já tem um DESNÍVEL grande. O que justamente era para ser nivelado, não é. Pois, você que é aluno de BASIC 3 estuda com alunos do BASIC 2 e isso acarreta várias consequências a você e, principalmente, para aqueles que sabem muito menos que você em aula.


No nivelamento pode-se ter vários outros problemas. Como, por exemplo, casos em que as turmas já estão com 12 alunos (mas isso não aparece no sistema) e você é alocado naquela turma. Depois de alguns dias do nivelamento feito, te liga alguém da Wise Up para te oferecer outros horários, pois naquela turma você não poderá ficar, pois a turma já está lotada. Sim, esse erro primário acontece frequentemente.

Outra prática interessante é o módulo de revisão.
O curso da Wise Up é bimestral, isto é, cada módulo dura dois meses. Mas, eles não dormem no ponto. Vamos lá.

Digamos que suas aulas começam em janeiro. Beleza, início de módulo. Você fez seu nivelamento em dezembro e foi nivelado para o BASIC 1 com início na lição 01 em janeiro.
Mas, você, caro leitor, que foi matriculado para fevereiro, não irá começar um módulo do início. Sim, é isso o que você leu. Você que tem início de aulas programadas para fevereiro irá fazer seu nivelamento em janeiro e será alocado em uma turma já em andamento, SEMPRE! (a não ser que você seja nivelado para o BASIC INTRO).
Pois é, você faz seu nivelamento e digamos que foi nivelado para o BASIC 2. Mas, o BASIC 2 já começou e você não poderá iniciar o seu módulo correspondente, pois o mesmo já está em andamento. Logo, você será alocado em uma turma de BASIC 1, na revisão das lições 1 e 2. Ou seja, você será, mais uma vez, enganado. Você não precisa fazer a revisão do BASIC 1, mas eles te colocam lá, porque você não pode acompanhar o BASIC 2, pois o mesmo já está iniciado assim como o BASIC 1. A única diferença é que o BASIC 1 logicamente é mais fácil que o BASIC 2 e que a probabilidade de você ter maiores dificuldades será no BASIC 2, então, eles te colocam na revisão do BASIC 1. Sim, é complicado de entender.

O BASIC INTRO é um módulo interessante, pois ele é o famoso tapa-buraco. Ele só é oferecido em meses pares e não faz parte dos 18 meses! Sim, ele é o 19º mês, que você terá de cursar, mas que ninguém te fala disso.
O INTRO vem antes do BASIC 1 e é um módulo de apresentação do inglês para aquelas pessoas, digamos, mais leigas no assunto. É um bom tapa-buraco, pois alguém que não sabe nada de inglês não poderia entrar na revisão do BASIC 1, entende?

De nivelamento, o que me lembro é só isso. Divirtam-se.


9) Aula Zero
É uma aula introdutória na qual as características do programa são detalhadamente explicadas.

10) Material Didático
Será adquirido pelo aluno no ato da Aula Zero (item acima), ao preço estipulado pela Franqueadora.

Os dois tópicos anteriores serão abordados em posts separados devido às suas peculiaridades.


11) Certificado
Ao final do curso, o aluno, aprovado no teste final, receberá um certificado de conclusão, atestando sua fluência no idioma inglês.

Fluência... sei...

A matrícula

Tudo começa aí.

Há diversas formas de se matricular um aluno. A mais recorrente é a famosa "lista de referência" que você - aluno matriculado - preenche e entrega ao seu matriculador. Através desta lista, eles irão pertubar todas as pessoas que você colocou ali até conseguirem marcar uma entrevista com cada um deles.

Há todo um método de abordagem pelo telefone para convencer o potencial aluno a se encontrar com seu matriculador em algum lugar para que ele possa ser apresentado ao "método" e então fazer sua matrícula.

Após o matriculador apresentar o "método" - falar que o Wise Up trabalha com uma didática de alfabetização como no português e toda aquela ladainha de que é um curso diferente tanto no método quanto no trato com os alunos - é a hora em que o aluno deverá fazer sua matrícula.

Aí vem a primeira picaretagem.
As unidades (franqueadas e próprias da matriz) estipulam valores diferentes de acordo com sua localização. Até aí tudo bem, não tem como cobrar de alguém que estuda na Vila da Penha o mesmo valor de quem estuda na Barra.

Porém, na própria unidade há diversos valores para matrícula (e posterior mensalidade). Vamos dar um exemplo:

1) O matriculador tem, geralmente, três possibilidades de valores para matrícula na manga. Digamos que você esteja interessado em estudar na unidade da Barra. Lá, eles aceitam o valor de mensalidade R$ 335,00 / R$ 372,50 / R$ 420,00. Ou seja, quem vai te oferecer a mensalidade é o seu MATRICULADOR dependendo da aparência do aluno (leia-se com dinheiro ou sem dinheiro).

Ou seja, caso você seja um estudante universitário, meio fodido ainda, é bem provável que eles te ofereçam o valor de R$ 335,00 como sendo sua mensalidade. E daí te "oferecem um GRANDE desconto", pois se você pagar essa mensalidade até o dia 05 de cada mês, você ganha 20% de desconto, isto é, caso você pague sua mensalidade de R$ 335,00 até dia 05 de cada mês você somente pagará R$ 268,00. Mas veja bem, o vencimento é somente dia 10. Somente após o dia 10 você pagará multa e juros de mora.

É bom salientar que se sua mãe pode morrer no dia 05, e caso você queira pagar com desconto no dia 06, você não conseguirá. Nem que você leve o atestado de óbito (isso é verdade).

2) O matriculador errou em seu pensamento e te ofereceu uma mensalidade superior àquela que você poderia pagar. Então ele diz que conseguiu um desconto para você. Ou seja, digamos que ele tenha te ofertado a mensalidade de R$ 372,50 (R$ 298,00 até dia 05), mas você achou caro, então, ele te dirá que conseguiu um desconto (ou então que ganhou uma BOLSA DE ESTUDOS) e então somente pagará R$ 335,00 (R$ 268,00 até dia 05).

Isso, por si só, já uma sacanagem das grandes porque eles fazem distinção do aluno logo na matrícula. Por que eu terei de pagar R$ 372,50 e você R$ 335,00 se nós nos matriculamos no mesmo dia, para a mesma unidade, com data de início igual? Inclusive matriculados pela mesma pessoa, pelo mesmo matriculador!

E vale lembrar que o contrato com a Wise Up vigora por tempo indeterminado, o que quer dizer que você terá o mesmo valor de mensalidade até terminar o curso e/ou rescindir seu contrato.
Logo, caso você pague R$ 335,00 e eu R$ 372,50 (matriculados no mesmo dia, pela mesma pessoa, para a mesma unidade) eu terei um prejuízo grande ao longo dos "18 meses".

Eu nem vou citar as matrículas de R$ 420,00 porque esse valor é surreal para o que o curso oferece. Seja na Barra, Centro, Rio Sul, Tijuca, Vila da Penha ou Madureira, dentre outras localidades.


Ah! Há também as matrículas pelo telefone! Sim, eles conseguem!
As matrículas pelo telefone são chamadas de RING ONE, em que as centrais de telemarketing ficam em Curitiba (onde fica localizada a matriz) e Rio de Janeiro.

Eles te vendem o curso pelo telefone e ao final, pedem o número de seu cartão de crédito. Sinceramente, não consigo entender a credulidade das pessoas.



Outra coisa interessante na matrícula é o próprio contrato. Atualmente o contrato é em uma cartolina azul, onde você tem de preencher com seus dados (que ficará com a unidade). A outra, que fica com o aluno, contém alguns pontos sobre o curso. Veja bem, contém ALGUNS pontos, NÃO TODOS! E é aí que mora o perigo.

O contrato deverá ser abordado em um post EXCLUSIVO!

Difícil é competir com o Santoro

Olá a todos.

Este blog tem por objetivo esclarecer algumas práticas da Wise Up que não chegam ao conhecimento de seu alunos-clientes a tempo.

O objetivo não é estabelecer críticas pejorativas ao curso, mas sim elucidar os interessados no curso.

Difícil mesmo será concorrer com o Santoro!